quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Espelhos Quebrados

Ultimamente tenho me questionado bastante à respeito da Humanidade.
Hoje em dia, as pessoas inventam mil e uma maneiras de comunicação e no fim acabam não dizendo nada umas às outras.
O indivíduo fez questão, ao longo dos anos, de inverter seus valores, aniquilando a ética, dando vazão ao que lhe convém. Acaba por se corromper. Pratica a Política sem se dar conta. O Sistema é uma espécie de tática mal planejada e sem sentido. Mas com um objetivo.
Manipulação.
Os senhores feudais não querem ver o seu sorriso. É bom ter isso em mente. De certa forma você já sabe o que esperar.
Eles precisam que você seja submisso, que respeite as regras, que siga as normas. Enfim, que seja fraco.
Precisam te ver abalado, confuso e atormentado.
Uma mente atormentada é manipulada facilmente com maestria. Nesse caso, acredito que o Capitalismo aliado ao Consumismo desenfreado contribui em grande parte para com a Máquina. Para que a inversão seja possível. E nisso, os norte-americanos tem uma boa parcela de culpa. Mas eles jamais iriam reconhecer isso.
Pessoas de natureza morta se matam por uma questão de Status, sabendo que a infelicidade será a companheira nas horas de insônia. No entardecer da alegria que antecede o retorno do marasmo habitual, a sofrida história do azar se desenrola em capítulos infindáveis.
Espelhos quebrados.
O homem teme o caminho do coração. Prefere trabalhar na Ford. Assim a sociedade lhe concebe um Oscar. A vida é uma só até que provem o contrário. E acredito que a idéia seja procurar um caminho que te deixe feliz. É preciso ignorar o que irão dizer sobre nós. Se o homem escolhe a sua estrada por ele mesmo, o Sistema diz: ''Puxa! Aquele cara é realmente pirado. Oh! Cadê ele? Ele já se foi!''.
São as mesmas pessoas que te coíbem desde cedo. Não lhe deixam seguir adiante. Punem e zombam da sua estrada. Ignoram o seu olhar infantil. Isso é uma forma de assassinato.
E cometem o assassinato com um sorriso no rosto.
E pior...
No final, a culpa vai ser da Igreja Católica!

Que o Mundo acabe logo, Senhor.
Amém.

(Edu Neves)


Um comentário: