quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Poema de Esquerda

Jamais pensei que seria assim tão de repente
A vida coloca as cartas na mesa, e você tem achar que e um presente.
Meu time sou eu. Acredito que eu possa virar o jogo erguendo minha fé.
Depois disso não resta nada.
Mas ainda falta alguma coisa.
Falta uma letra a ser escrita.
Falta uma música a ser feita.
Falta acabar com a direita.
Viver do outro lado é não existir. É só concordar. Custe o que custar.
Custe a minha vida, a sua, a do seu irmão, a da criança que acaba de nascer.
Quanto mais olho para o outro lado, mais sinto que o outro lado é a guerra.
Mais o sonho ainda existe. Ainda existe o brilho de uma nação já sem esperanças.
O coração ainda bate diante dos primeiros versos.
Ainda resta o fôlego.
Ainda respiramos.
Estamos vivos.

(Edu Neves)


Nenhum comentário:

Postar um comentário