terça-feira, 29 de novembro de 2011

Quando você cai

Hoje em dia a palavra maléfica da moda é Intolerância.
Intolerância nos jornais, na TV, nas escolas e onde quer que seja.
Intolerância que gera atitudes brutais contra qualquer um que seja considerado diferente de alguma forma.
Grupos de extermínio de animais.
Grupos que acreditam que as pessoas gordas devam morrer.
Grupos que querem aniquilar os homossexuais.
Grupos que criam suas próprias regras, baseadas talvez, em suas próprias frustrações.
Eu pensava em criar um grupo contra os grupos. Mas aí percebi, que estaria jogando com as regras deles.
O catolicismo por exemplo, nos impõe uma série de culpas infundadas desde os primórdios.
Culpa que nem sabemos a razão.
Sentimento destrutivo imposto por uma instituição ''dourada''.
Eu acho que um país que se considera democrático não se pode dar ao luxo de ser intolerante com as diferenças internas.
Outra coisa que acho bastante irritante é a rivalidade incabível entre os estados nacionais.
Mas falaremos disso uma outra hora.
Voltando a questão da intolerância, a sociedade hipócrita sempre exigiu respeito, compromisso e consideração.
Porém quando alguém tropeça, o circo de julgamentos está formado.
Vergonha alheia.
É o que sinto.
Não sou o Apóstolo Paulo, mas me orgulho em dizer que nunca foi necessário para mim, o uso de máscaras. De armaduras talvez...
Creio que já é tempo de ser intolerante com a intolerância.

(Edu Neves)


Nenhum comentário:

Postar um comentário