domingo, 27 de novembro de 2011

Um Bonde Chamado Desejo

E assim aconteceu de eu entrar nesse Mundo estragado
Para encontrar a companhia quimérica do Amor
Sua voz por um instante no vento (E não sei para onde arremessada),
Mas para abraçar por pouco tempo
Cada escolha desesperada.

- Estrofe do poema The Broken Tower ( Hart Crane - 1899 / 1932 )


A crítica literária acadêmica coloca Tennessee Williams entre os grandes nomes da Dramaturgia
Norte-americana do século XX.
Homem nascido e criado no Sul dos EUA, tinha em sua família de origem, inspiração para os personagens
sobre os quais ele escreveria durante toda a sua carreira de ficcionista.


Broadway, 1947

Temos na personagem Blanche Dubois, uma herdeira do refinamento e da fragilidade de uma aristocracia decadente. Um modo elegante de viver de lembranças.
Os problemas ganham vida quando Blanche bate de frente com o marido de sua irmã.
Stanley Kowalski, um trabalhador braçal que Blanche descreve como um animal.
Vale ressaltar a importância de Kowalski (Marlon Brando), como tendo personificado um objeto de desejo sexual que inaugurou na história americana, o reconhecimento da luxúria feminina.
Tabu quebrado.


Arthur Miller teria dito que a peça é um grito de dor. Provavelmente devido as particularidades de Tennessee. Segundo a lenda, o autor teria uma espécie de amor imorredouro por sua irmã Rose.
Alma perdida nos anos 40.
O Bonde ainda percorre os trilhos.
Desejo híbrido.

(Edu Neves)


Nenhum comentário:

Postar um comentário