sábado, 11 de fevereiro de 2012

The Burning Man

Me queimei no fim
Mas no início, eu era outro
Era uma chama cálida
Era uma idéia clara

Hoje estou no vale das sombras
Esperando por Peter
O bumbo e as cordas dissonantes
Ainda me levam adiante

Alguém me disse
Eu iria partir naquela noite
Shakey Jake roubou meu cigarro
E devolveu meu açoite

Não teria sido o Rock and Roll, meu assassino?
Fui incinerado por uma ilusão
Fui jogado na jaula da BBC
De lá, não mais saí

Li as notícias sem muito interesse
Noventa por cento era mentira
Queriam a minha ira
E conseguiram as minhas cinzas

Os senhores do crime
Ainda escutam a minha décima quinta voz
Seja em Londres ou no Texas
Estamos sempre esperando um Sol

(Edu Neves) *{Dedicado à Steve Marriott}


Um comentário:

  1. Seu blog é muito bom. Essa poesia que dedicou ao Marriot foi uma bela e justa homenagem ao jovem guitarrista que teve sua carreira interrompida "por um cigarro". Vida longa pra você Edu. Abs.

    ResponderExcluir