sexta-feira, 2 de março de 2012

Outono

Céu cor de malte
Me matou com suas nuvens negras
Trabalhei até mais tarde
E renasci depois da bebedeira

Mar de gente caótico
Me apareceu como ilusão de óptica
Destilei todo meu ódio
Depois tranquei a porta

Escutei Lennon cantando
Tomorrow never knows
Estaria ele morrendo?
Ou continuaria com o show?

Depois disso, o amanhã se tornou distante
O clima se tornou um pouco tenso
Bob Dylan me olhava da estante
Então tive que usar o bom senso

Peguei a última garrafa de Jim Morrison
Traguei até a última gota
Adormeci e sonhei com Hendrix
Me dizendo para sair da bolha

Acordei e me levantei da cama dura
Janis sopraria em meus ouvidos mais tarde
Enquanto me confundia com a névoa púrpura
Tente, garoto. Just a little bit harder.

(Edu Neves)


2 comentários: