terça-feira, 12 de março de 2013

Venice

Preciso de Venice
Um lugar onde o tempo parou e a vida reluz à ouro
Um lugar onde o sol tenha vez
Ao invés da lua montanhosa
Preciso de Venice

Por um minuto, preciso de Venice
O paraíso abstrato dos prazeres
Onde ninguém é triste
Onde todos enxergam o horizonte a frente
Preciso de Venice

Preciso de Venice, agora
O revés da lâmina afiada no coração dos injustos
Um lugar que me dê as boas vindas
Um lugar que nunca dorme
Onde as pessoas jamais bocejam

Preciso falar com Venice
Uma ligação de longa distância
Uma linguagem universal diante de Deus
Aos passos de um transeunte íntimo
Ao aperto de mão de um amigo seu

Preciso me ligar com Venice
Um laço inquebrável
Que nem um tiro desfaz
As asas de um cavalo
Sobrevoando o tão inútil ar

(Edu Neves)


Nenhum comentário:

Postar um comentário