sábado, 2 de janeiro de 2016

Muito Jovem Pra Morrer E Velho Pro Rock & Roll

Quando me ouvir cantar, deixe-me com meu lamento
Preparo para subir ao altar
Preparo para morrer
Não quero seu unguento

As armas estão afinadas em si bemol
Tom cantado pelo melro preto
Tom com seu tom desafinado
Trouxe um Blues e um Bolero

Chuck Berry plantou as sementes em casa
Mas lhe roubaram seu tesouro
16 Anos jogados na cara
Agora procura por outro tom torto

Vivo hoje em Dixieland
Terra frutífera e sonora
Porém, velho e afim de afagos
Já passou da hora

(Edu Neves)



Nenhum comentário:

Postar um comentário