terça-feira, 14 de junho de 2016

Terceira Pessoa do Plural

Quem há de duvidar, que no fim, somos homens comuns?
Dúvidas e oscilações até o caminho da certeza
Eles não sabem, mas nós sabemos o que é ser um
Fitamos o próprio rosto com a vergonha alheia à pesar sobre o corpo nu

Sejamos tolos ao pensar que devaneios nos deixam à deriva
Aos homens do frio e do clima escaldante
Somos certos e errantes
Como agulha no feno, somos depois e antes


Edu Neves


*Baseado no roteiro de Paul Haggis





Nenhum comentário:

Postar um comentário