terça-feira, 26 de julho de 2016

Ana

Surge das árvores, dos troncos de cem anos
Deu-me a mão, quando no mundo, havia engano
Leu a minha sorte e contou-me sobre a ilusão da morte
É a Ninfa de arco e flecha que me cobre

Sentou no sofá e bebeu Champanhe (Things Have Changed - Zimmerman)
Pulou no Mar, sendo sugada
Depois emergiu radiante
Com os olhos de diamantes

O brilho da noite é a calmaria em seu peito
No que pensas quando está no leito?
O que vê quando está com os olhos fechados?
Para onde vai quando o coração está em pedaços?

Te faço rimas por não saber fazer sonetos
Tangerine, onde está o terço?
Fere os injustos (Just Like a Woman - Zimmerman)
Depois muda de ideia e corta o cabelo

(Edu Neves) *You Know i can't let you slide Through my hands (Wild Horses - Jagger/Richards)



Nenhum comentário:

Postar um comentário