terça-feira, 26 de julho de 2016

Sábado Calibre 45

Quero dar-te mais do que flores
Mais do que letras
Mais amores
Mais sabores

Sem essa de dia festivo ou sorrisos forçados
Mas não precisa ser dia de olhos alagados
Dia comum, um, entre tantos
Seu dia, entretanto

Que o Sol esteja sempre à sua frente
E que o vento te leve para dançar com as estrelas
Que a chuva molhe a sua fronte
Que a Força Estranha leve o Blues pra longe

Obrigado pela minha vida
Pela minha vinda
Pela minha epiderme
Pela presença contínua

(Edu Neves)



Nenhum comentário:

Postar um comentário